Papo de Empreendedor

Papo de Empreendedor

6 maneiras de chamar a atenção

Autopromover-se sem parecer arrogante é uma tarefa difícil para a maioria. As pessoas oscilam entre a tentativa de se ofuscar e a exposição quase narcisista. No entanto, em algum lugar nesse meio termo está a arte de ser notado de maneira positiva no ambiente profissional.

Shelley Prevost, cofundadora de uma incubadora nos Estados Unidos, listou, no site da Inc., seis maneiras de fazer uma autopromoção, mas sem exageros.

1. Deixe seus resultados falarem por você
As pessoas se importam mais com o que você já fez do que com o que você irá fazer. Não há nada como um currículo para chamar a atenção. Não precisa ser nada muito robusto e inatingível. Por exemplos, quais problemas você já resolveu na sua empresa? Quais foram as iniciativas que você tomou? Você foi capaz de ajudar alguém no seu trabalho? Ao conquistar coisas de valor, você tem a oportunidade de se promover.

2. Promova os outros
Alguém que sabe valorizar os colegas de trabalho raramente percebe o quão inspirador é para eles. Quanto mais você notar o sucesso em outras pessoas, mais confiança e aprovação você passará a elas.

As pessoas podem esquecer o que você falou ou fez, mas dificilmente esquecerão como você as fez sentir. Se você as fizer sentir notadas, elas irão notá-lo.

3. Fale sobre aquilo em que você acredita
“Eu acredito em criar empregos e fazer pessoas se sentirem importantes em seus cargos” é diferente de “Eu sou fundador de uma empresa de 200 funcionários”. A diferença é sutil, mas está lá.

Apresentar aquilo em que você realmente crê é uma pista para os colegas terem uma noção de suas conquistas, sem que você precise ser explícito. Se estiverem de fato interessados em dados mais específicos, perguntarão.

4. Admita suas falhas
Assumir um erro é um sinal de vulnerabilidade, uma característica encontrada em líderes de negócios. As falhas humanizam o sucesso, assim como é importante que colegas de trabalho percebam o ser humano em você.

Lógica e intelecto o conduzem até certo ponto. Autenticidade e humildade podem levá-lo além.

5. Decida pelo que quer ser conhecido
Aprimore aquilo que lhe dê destaque, mas deixe para os outros a tarefa de falar sobre isso. Se você for muito superficial e amador, não entenderão seus atributos.

Sua tarefa é descobrir seu superpoder, o que o diferencia, e fazer isso melhor do que todos. Se você for verdadeiramente muito bom em algo, receberá elogios.

6. Permita-se algumas exceções
Certas vezes é necessário falar um pouco sobre si mesmo. Se você realizou uma tarefa difícil, fale sobre ela. Tenha a garantia de que você está conversando com as pessoas certas e de que seu feito é diferenciado. Os colegas certos se empolgarão junto com você.

Palavras-Chave: , ,

Três passos para lidar com um cliente insatisfeito

Se você trabalha com varejo, já deve conhecer uma regra básica do setor: não importa o quanto você se esforce para garantir a qualidade do produto e do atendimento, sempre haverá clientes insatisfeitos. Pode ser que algum dos seus funcionários tenha feito algo errado; pode ser que haja algum problema técnico que impeça o cliente de aproveitar o seu produto ou serviço; ou pode ser que o cliente esteja errado. Seja qual for a razão, pode ter certeza que, eventualmente, algum consumidor infeliz fará uma reclamação sobre sua empresa.

Diante dessa situação, a primeira pergunta que o empreendedor deve fazer é: o que esse consumidor realmente deseja, quando faz uma ligação ou um post expondo sua raiva e frustração? Será que ele quer ser confortado? Será que quer o dinheiro de volta? Será que quer colocar a culpa em alguém?

Continue Lendo →

Marisa Adán Gil é editora executiva da PEGN e gosta de contar boas histórias, que sejam exemplos de empreendedorismo, criatividade, coragem, paixão e determinação. Nas horas vagas, é viciada em seriados de TV, filmes de Sofia Coppola e shows de música pop

Palavras-Chave: ,

O que perguntar a um candidato a colaborador

Entrevistas de emprego causam apreensão não só nos candidatos, mas também no entrevistador quando ele é o futuro chefe. Um artigo da Entrepreneur aborda o assunto com algumas recomendações.

Primeiro, as questões rituais. Não pense em bancar o severo. Criar uma atmosfera relaxada torna os dois lados mais espontâneos, e fica mais fácil obter as informações necessárias. Os primeiros olhares, sorrisos e o aperto de mãos trarão indícios importantes sobre a autoconfiança e entusiasmo (ou não) do candidato.

Continue Lendo →

Márcio Ferrari é editor da Pequenas Empresas & Grandes Negócios e gosta de pesquisas, números e filosofia

A força de uma boa história

“Quer vender o seu produto? Conte uma boa história.” Ouvi a mesma recomendação em três apresentações diferentes durante a NRF Retail’s Big Show, o maior encontro mundial do varejo, realizado no mês passado em Nova York. Story telling foi um dos temas mais comentados do evento – da Coca-Cola à IBM, especialistas em marketing desfilaram as vantagens de investir em uma narrativa que emocione e envolva os clientes. O princípio é simples. Para conquistar consumidores, não basta citar números, ou explicar porque o seu produto é melhor do que os outros. É preciso mexer com os sentimentos das pessoas. E a melhor maneira de fazer isso é contando histórias.
Continue Lendo →

Marisa Adán Gil é editora executiva da PEGN e gosta de contar boas histórias, que sejam exemplos de empreendedorismo, criatividade, coragem, paixão e determinação. Nas horas vagas, é viciada em seriados de TV, filmes de Sofia Coppola e shows de música pop

Palavras-Chave:

Sete dicas para passar uma imagem de sucesso

Não basta ser bem-sucedido; é preciso parecer. Kevin Daum, empreendedor, conferencista e escritor especializado em marketing, enumerou em sua coluna no site da revista Inc. sete conselhos para construir uma imagem de sucesso. “Algumas pessoas são naturalmente abençoadas com uma aura de sucesso, mas a maioria tem de construir a autoconfiança e burilar certos aspectos da própria imagem”, diz Daum.

E adverte: “Se você projetar uma imagem de perdedor, as pessoas vão tratar você como um perdedor logo de cara.” As sete dicas são:

Continue Lendo →

Márcio Ferrari é editor da Pequenas Empresas & Grandes Negócios e gosta de pesquisas, números e filosofia

Palavras-Chave: ,

Dicas de um arquiteto para deixar sua loja mais atraente